Capa

Raízen

Academia Shell Racing repete dobradinha no Paulista Light, com vitória de Felipe Baptista

No Kartódromo Aldeia da Serra, jovem piloto de 13 anos venceu as duas corridas deste sábado na categoria Junior; Diego Ramos segue como líder do campeonato após a segunda etapa

06.03.2017  |  3.151 visualizações
Após conquistar uma dobradinha em Interlagos na primeira etapa, a dupla da Academia Shell Racing voltou a ser o principal destaque do Paulista Light de Kart, que realizou neste final de semana sua segunda etapa em Aldeia da Serra, na Grande São Paulo. Felipe Baptista fez a pole position e venceu as duas baterias da categoria Junior, enquanto Diego Ramos completou a dobradinha para a equipe na segunda bateria.

"Eu consegui fazer uma ótima volta na tomada e larguei na pole. O kart estava muito bom e durante a primeira prova eu tive praticamente só um adversário me incomodando, mas mesmo assim consegui abrir dois segundos dele e vencer. Com o grid invertido entre os cinco primeiros para a corrida 2, eu sabia que precisava fazer uma boa largada. Pulei para terceiro no início, ultrapassei o Diego e cheguei no líder. Faltando cinco voltas eu consegui tomar a liderança e venci", diz Baptista, que tem 13 anos. Desde o ano passado, ele faz parte da Academia de Pilotos Shell Racing, uma iniciativa inédita no Brasil patrocinada pela Raízen para garantir apoio a revelações do automobilismo e auxiliar seus passos futuros.

Líder do campeonato após vencer duas corridas na etapa de abertura, Diego também mostrou bastante competitividade neste final de semana. O piloto de 15 anos foi segundo colocado na corrida 2 e quarto na primeira prova. Com esses resultados, Diego fechou no terceiro lugar na somatória desta etapa.

"Na tomada, eu consegui o quarto tempo e foi tudo bastante equilibrado. Fiquei apenas 0s158 do Felipe, que foi o pole. Na primeira corrida, eu fiz uma boa largada e pulei para a segunda posição, mas tomei um toque na curva 2 e caí para o nono lugar. Fiz uma corrida de recuperação e consegui chegar em quarto. Na segunda prova, eu larguei em segundo e disputei posição com o Felipe e com o Pedro Adami, que estavam muito rápidos. O Felipe me passou, mas, mesmo sem conseguir a vitória, o importante foi garantir a dobradinha para a Academia Shell Racing", afirma Diego, que com o resultado segue líder do campeonato.

A terceira etapa do Paulista Light será em 1º de abril, também no Kartódromo de Aldeia da Serra.

Prova 2 (top-5):
1 - 121 Felipe Baptista - 20 voltas em 14min23s425
2 - 13 Diego Ramos +1s259
3 - 48 Pedro Adami +3s208
4 - 112 Roberto Forti +3s455
5 - 137 Gabriel Crepaldi +4s514

Prova 1 (top-5):
1- 121 Felipe Baptista - 20 voltas em 14min17s242
2 - 17 Nicolas Fabris + 2s299
3 - 48 Pedro Adami +2s478
4 - 13 Diego Ramos +9s441
5 - 112 Roberto Forti +9s513

Resultado da etapa (top-5):
1- Felipe Baptista
2- Pedro Adami
3- Diego Ramos
4- Nicolas Fabris
5- Roberto Forti

Sobre a Academia de Pilotos Shell Racing:

Inspirada em programas europeus que levaram jovens kartistas para categorias top, como a F-1, a Academia de Pilotos Shell Racing é uma iniciativa inédita no Brasil patrocinada pela Raízen para garantir apoio a revelações do automobilismo e auxiliar seus passos futuros no esporte a motor. Suas ações são viabilizadas por meio dos projetos "Formando um verdadeiro campeão" (promovido pelo Kart Clube Granja Viana) e "Nova geração do automobilismo Brasileiro" (promovido pela Associação Paulista de Esporte Cultura e Educação) incentivados pela Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e que visam desenvolver e formar a nova geração de brasileiros campeões no esporte automotor.

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 24 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,1 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 63 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25,2 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 5.900 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select. Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.
  • Felipe Baptista e Diego Ramos
    (Jackson de Souza/ RF1)

  • Felipe Baptista recebendo o troféu de vencedor da etapa
    (Jackson de Souza/ RF1)

  • Felipe Baptista e Diego Ramos fizeram dobradinha na segunda corrida
    (Jackson de Souza/ RF1)

  • Felipe Baptista (1º) e Diego Ramos (3º) no pódio em Aldeia da Serra
    (Jackson de Souza/ RF1)

  • Felipe Baptista comemorando a vitória
    (Jackson de Souza/ RF1)

  • Apoio
    (Divulgação/ RF1)

Leia também...

Entre em contato