Capa

Rally Spinelli

Guiga Spinelli e Youssef Haddad superam 2 furos de pneus e seguem na disputa do Dakar

Dupla brasileira teve um primeiro dia intenso na Arábia Saudita, mas destaca que recuperação será possível já nos próximos dias

03.01.2021  |  416 visualizações

Com mais de 300 veículos e quase 8.000 quilômetros de disputa, começou neste domingo a 43a edição do Rally Dakar, o mais difícil e importante do mundo. Foi um dia intenso para a dupla Guiga Spinelli e Youssef Haddad, que representa o Brasil na categoria carros, após 622 quilômetros de percurso, sendo 277 deles com trechos cronometrados, entre as cidades de Jeddah até Bisha, já no interior da Arábia Saudita.

“A gente teve um bom início na especial, passando no top-15 da categoria carros até a parcial do quilômetro 75. Mas aí tivemos um pneu furado e, com isso, além do tempo perdido na troca, a gente voltou atrás de alguns carros e ficamos muito na poeira. E quando nosso ritmo já ia melhorando, tivemos um segundo furo de pneu, o que nos forçou a adotar um ritmo um pouco mais tranquilo. Para completar o dia difícil, houve uma informação confusa na planilha no final da especial em que, assim como muitos competidores, acabamos perdendo tempo. Mas o carro está excelente, ainda temos muito para evoluir nosso rimo e ainda tem muito Dakar pela frente”, diz Guiga Spinelli, que é patrocinado por BR Distribuidora com a marca Lubrax, iCarros, XP Investimentos, Fairfax Seguradora, Protune, W. Truffi Blindados e Dacar Motorsports.

Mesmo com todas estas adversidades, o time brasileiro, que compete com o modelo Mini All4 Racing da equipe alemã X-raid, segue na disputa, com o tempo de 3 horas, 42 minutos e 29 segundos, a 36min33seg do líder e na 29a colocação na classificação geral.

O navegador Youssef Haddad destacou que, embora o primeiro dia tenha tido muitas complicações, o Dakar está apenas começando – a competição vai até o próximo dia 15 na Arábia Saudita.

“A especial não foi tão boa para gente. Depois dos dois furos de pneus, a gente optou por ter um ritmo menos forte, pois eram muitas pedras e era melhor não arriscar mesmo tendo um terceiro estepe. E, no final da especial, numa saída de rio seco, tinha uma informação confusa na planilha, que deveria ser para a direita, e não para a esquerda como estava desenhado. A gente, como a grande maioria, errou neste ponto e o problema é que a gente demorou para voltar e encontrar o caminho certo. De qualquer maneira, o carro se comportou muito bem, amanhã a especial é bem mais longa, 450 quilômetros, então o foco é na recuperação nesta segunda-feira”, diz Youssef.

Nesta segunda-feira, dia 4 de janeiro, o Dakar 2021 tem sequência, saindo de Bisha para para Wadi Ad-Dawasir, no centro-sul da Arábia Saudita, para o segundo dia de competição. A Fox Sports exibe neste domingo um resumo diário de 30 minutos do Dakar 2021, a partir das 22h30, com apresentação dos jornalistas Renan do Couto e Thiago Alves.

 

Leia também...
15.01.2021

Dupla brasileira fechou a competição em 17º lugar na classificação geral entre os 64 carros participantes do maior rali do mundo e garantiu vice-campeonato na categoria T1.2 (4x4 diesel)

14.01.2021

Penúltimo dia de competições nesta quinta-feira foi novamente marcado por muita superação pela dupla brasileira que representa o País na categoria carros

13.01.2021

Representantes do Brasil na categoria carros, Guiga Spinelli e Youssef Haddad encaram nesta quinta-feira etapa com 465 quilômetros de trechos cronometrados, a segunda maior especial do Dakar neste ano

12.01.2021

Nono dia foi disputado em forma de laço, com saída e chegada em Neom, com paisagens bem diferentes, incluindo trajetos ao longo da costa do Mar Vermelho