Capa

Rally Spinelli

Após completar a desafiadora etapa maratona, Guiga e Youssef focam na fase final do Dakar

Brasileiros tiveram mais um dia intenso na Arábia Saudita, sobretudo por conta de muita poeira no trecho cronometrado neste oitavo dia de competições

11.01.2021  |  872 visualizações

Agora faltam apenas quatro etapas para o final do maior rali do mundo, o Dakar 2021, com mais de 300 veículos e competidores de quase 50 países diferentes. Nesta segunda-feira, foi concluído o oitavo dia na Arábia Saudita, fechando a etapa maratona e, com isso, pilotos e navegadores puderam voltar a contar com suas equipes de apoio ao final desta segunda-feira, em Neom.

Para os representantes do Brasil na categoria carros, Guiga Spinelli e Youssef Haddad, foi mais um dia difícil, a exemplo do que havia sido o anterior, no domingo, que marcou o início da maratona (sem apoio técnico ao final do dia). Nesta segunda-feira, os competidores tiveram 709 km de percurso no total, sendo 375 de especial cronometrada.

“Este oitavo dia, final da etapa maratona, foi mais uma etapa difícil para a gente. Largamos já embolados muitos carros na nossa frente, com muita poeira, e o competidor que vinha à frente errou e acabamos errando junto. Tivemos dificuldade para achar o caminho certo novamente, e pior que isso, foi ter que voltar para a especial atrás novamente de muitos carros e em meio a poeira. Mas Dakar é isso, faltam quatro dias e estamos na luta”, diz o navegador Youssef Haddad.

Ele e Guiga competem com patrocínio de BR Distribuidora com a marca Lubrax, iCarros, XP Investimentos, Fairfax Seguradora, Protune, W. Truffi Blindados e Dacar Motorsports. Em 2021, esta é a nona participação dos brasileiros no maior rali do mundo, com mais de 7.600 quilômetros de percurso. Agora, o foco da dupla é seguir mantendo um ritmo forte para completar o Dakar na melhor colocação possível.

“É aquela velha e conhecida história: quando a gente larga atrás, a dificuldade é sempre muito maior. Hoje a gente também teve a infelicidade de se perder no início da especial, então outros carros e UTVs nos passaram e com isso ficamos bloqueados na poeira. Muito difícil fazer cada ultrapassagem”, diz Guiga.

De fato, a evolução da dupla brasileira nesta oitava etapa ilustra bem esta dificuldade. Após os problemas enfrentados ontem, a posição de largada foi ruim (41 entre todos os veículos, incluindo UTVs e caminhões). Os dois conseguiram recuperar posições no início, mas caíram para 45o lugar entre os carros na primeira parcial após o erro de caminho. Depois, o ritmo de recuperação foi intenso, ganhando 13 colocações na segunda parcial, subindo para 32a colocação, e fechando o dia subindo mais seis posições para terminar o complicado oitavo dia em 26o lugar.

“No fim, conseguimos minimizar o prejuízo e, sobretudo, chegar com o carro inteiro. No Dakar, é isso que vale. Acabei forçando mais na pilotagem para buscar a recuperação, mas a poeira impediu mesmo esta evolução de velocidade. Em todo caso, vamos seguir lutando agora nesta reta final com as quatro últimas etapas”, diz Guiga.

No tempo total, os brasileiros somam 34 horas, 50 minutos e 27 segundos no acumulado das especiais do maior rali do mundo, ocupando o 18o lugar na classificação acumulada. Nesta terça-feira, será disputada a nona etapa, no formato de laço (com partida e chegada no mesmo acampamento), na cidade de Neom.

O Dakar será encerrado em 15 de janeiro em Jeddah. Nesta segunda, a Fox Sports exibe o resumo diário da etapa 8, a partir das 21h30.

Leia também...
15.01.2021

Dupla brasileira fechou a competição em 17º lugar na classificação geral entre os 64 carros participantes do maior rali do mundo e garantiu vice-campeonato na categoria T1.2 (4x4 diesel)

14.01.2021

Penúltimo dia de competições nesta quinta-feira foi novamente marcado por muita superação pela dupla brasileira que representa o País na categoria carros

13.01.2021

Representantes do Brasil na categoria carros, Guiga Spinelli e Youssef Haddad encaram nesta quinta-feira etapa com 465 quilômetros de trechos cronometrados, a segunda maior especial do Dakar neste ano

12.01.2021

Nono dia foi disputado em forma de laço, com saída e chegada em Neom, com paisagens bem diferentes, incluindo trajetos ao longo da costa do Mar Vermelho